Sete mil demissões poderão ocorrer em empresas pequenas com aumento de tarifa de energia em RO

O aumento da tarifa de energia elétrica anunciado pela Energisa – que  varia de 25% a 27,5% para as empresas, em Rondônia –  poderá resultar em 7 mil demissões diretas no Estado e afetar, em efeito dominó, cerca  de 300 mil pessoas.

Os cálculos são da Federação das Pequenas Empresas – FEEMPI/SIMPI , “que não aceita este descalabro e por isso estão acionando a Justiça contra as novas tarifas, juntamente com o Ministério Público Estadual e Federal e a Defensoria Pública, entre outras entidades”, informa o presidente da FEEMPI e do Sindicato da Micro e Pequena Indústria (SIMPI), Leonardo Sobral.

“Somos 81 mil pequenas empresas em Rondônia, com cerca de 300 mil pessoas diretamente dependentes do nosso trabalho e não vamos ter como segurar as dispensas”, alerta o dirigente. Ele lembra que o aumento agrava a situação “já bastante retraída do mercado”“Não temos como repassar os custos para clientes que não temos”, lamenta.

“O custo de energia elétrica no preço final do produto para  micros e pequenas indústrias alimentícias, açougues, restaurantes, lanchonetes, panificadoras e pequenas mercearias é muito alto e o setor é refém de um só fornecedor do serviço no Estado”, cita Sobral, lembrando que este é um dos setores que mais gera empregos em Rondônia.

Por Portal de Rondônia com informações do SIMPI/RO

Deixe sua opinião...

error: Ė vedada a reprodução de conteúdo sem a citação da fonte ou autorização do proprietário