Deputado Estadual, Ismael Crispin, e pecuaristas da fronteira Rondônia-Mato Grosso buscam soluções para o abate legal de Gado junto ao Governo do Estado de Rondônia – Portal de Rondônia

Deputado Estadual, Ismael Crispin, e pecuaristas da fronteira Rondônia-Mato Grosso buscam soluções para o abate legal de Gado junto ao Governo do Estado de Rondônia

O deputado estadual, Ismael Crispin, acompanhou uma comissão de pecuaristas da região do distrito de Três Fronteiras, divisa de Rondônia e Mato Grosso, em uma reunião com os secretários de Estado da Finança, Luiz Fernando e seu adjunto, Franco Ono, na última sexta-feira (01) no Palácio Rio Madeira na capital rondoniense. Os pecuaristas buscam do governo do Estado solução para o abate do seu gado, segundo os pecuaristas a região tem um difícil acesso e isso é a justificativa para a celebração de um acordo entre os Estados para a liberação do abate do Gado em Rondônia.

Os problemas de logísticas de do distrito de Três Fronteiras justificam-se pelo seu posicionamento geográfico: o distrito fica no município de Colniza , cerca de, 1.300 quilômetros de Cuiabá, no extremo Noroeste do Estado, distante das indústrias frigoríficas do Estado. O frigorífico de Mato Grosso mais próximo fica a 850 quilômetros de Três Fronteiras.

Para Crispin a celebração de um acordo entre os estados é suspiro para os pecuaristas que juntos somam cerca de 200 mil cabeças de gado naquela região. “No nosso ponto de vista é necessário que que haja um termo de acordo para poder dar tranquilidade aos pecuaristas isso significa o progresso e geração de emprego e renda aqui no estado. Sem dúvida nenhuma o estado de Rondônia tem a ganhar com isso”. Enfatizou o deputado estadual.
Nos termos gerais o que tem a ser feito entre os Estados é a celebração disciplinar para regime de apuração e de pagamento do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) na remessa de gado gordo para abate e industrialização do município de Colniza (MT) para o Estado de Rondônia e vice-versa.

Durante a reunião os pecuaristas lembraram que no município de Rondolândia já existe um termo com os mesmos parâmetros e que naquela ocasião os mais beneficiados foram os produtores que tem seu gado abatido com qualidade.

Os pecuaristas que estiveram na reunião fazendo parte da comissão foram o Divino Geraldo, Valmir de Oliveira, Beda Antônio, Elson Andrade, Ivani Alves, Roberto Teixeira, Euzimar zoppi e Edivaldo Polisel.

Fonte: Assessoria

Deixe uma resposta

error: Ė vedada a reprodução de conteúdo sem a citação da fonte ou autorização do proprietário