Jovens se basearam em Free Fire e Call of Duty para cometer atentado em escola – Portal de Rondônia

Jovens se basearam em Free Fire e Call of Duty para cometer atentado em escola

Cadernos apreendidos pela Polícia Civil mostram o perfil psicológico de Guilherme Taucci Monteiro, 17, um dos autores do massacre que deixou dez mortos em uma escola em Suzano, na Grande São Paulo.

Além de desenhos de homens encapuzados e palavras de ódio, as anotações trazem ainda “regras do jogo”, em referência às táticas de vídeo semelhantes a games como Garena Free Fire e Call of Duty.

A Polícia Militar encontrou no local um revólver 38, uma besta (um artefato com arco e flecha que inclusive é uma das armas disponíveis no game), coquetéis molotov e uma mala com fios.

A motivação dos atiradores ainda é desconhecida. A perícia vai revelar quais foram os ferimentos de cada uma das vítimas. Ao menos 10 pessoas morreram (incluídos os executores) e 11 ficaram feridas.

Entre as vítimas, estão cinco alunos, duas funcionárias da escola, os dois assassinos e um comerciante, que foi morto antes do crime na escola, dentro da loja onde trabalhava.

Por Portal de Rondônia com informações de Uol e Imirante.com

Deixe uma resposta

error: Ė vedada a reprodução de conteúdo sem a citação da fonte ou autorização do proprietário