fbpx
Conecte-se conosco

Política

UPA LESTE: Demora no atendimento irrita população

Publicado

em

Uma nova denúncia realizada através das redes sociais do Professor Aleks Palitot no inicio da tarde desta sexta-feira (27), levou sua equipe de gabinete novamente à Unidade de Pronto Atendimento da Zona Leste (UPA). Informações de falta de médicos plantonistas, seriam a razão da superlotação na unidade.

Há cerca de 15 dias, uma equipe designada pelo vereador esteve na unidade verificando a falta de médicos. Conversando com a direção, os assessores foram informados sobre a incompatibilidade no quadro de horários dos médicos plantonistas que é elaborado oela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) e repassada as unidades.

Na tarde desta sexta ao chegarem na UPA Leste os assessores constataram o descaso com a população por parte do Poder Municipal. Mais de 40 pessoas aguardavam a triagem para a classificação de risco e posterior atendimento.

Caixa de Supermercado, a jovem Carla Késia, de 20 anos, conta que não conseguiu ir trabalhar, pois sentia-se mal, motivo pelo qual procurou a unidade de saúde. Ela relata que chegou à UPA por volta das 10h30min e somente às 14h4min foi atendida.

“Eles não nos informam a razão de tanta demora. Se tem ou não tem médico, estou aqui desde as 10 horas da manhã e até agora aguardando”, afirma a Lucia Souza, moradora do bairro JK.

Ainda de acordo com informações levantadas pelos assessores há falta de médicos, não apenas na unidade, mas no quadro de médicos plantonistas ocasionado pelo pedido de férias de alguns destes profissionais. Algo que gerou sobrecarga dos servidores de base como os enfermeiros e técnicos, além da insatisfação generalizada por parte da população.

Com contrato de 20 horas semanais, o clinico geral Humberto Barros relata que trabalha em plantões de seis horas, “mas nem que se dividisse em três poderia dar conta da demanda”, ridiculariza, “São três médicos na unidade, neste momento. Um para classificação vermelha, um para amarela e eu para tender a verde”, conta o médico que atende cerca de 20 pacientes por plantão.

Na parte da entrada do Pronto Atendimento, sentado em um canto da sala de espera, Seu Francisco de Assis, 54 anos, em um evidente estado de debilidade aguarda. Ele nos diz que primeiramente havia procurado o Pronto Atendimento da Policlínica José Adelino, conforme a orientação, porém lá haviam apenas pediatras no atendimento, motivo pelo qual foi encaminhado para a UPA Leste, por volta das 09hs da manhã.

Coincidentemente após conversar com os assessores, Seu Francisco foi atendido. As 15hs45 a equipe retornou à unidade para verificar o andamento do fluxo de atendimento. Um fato curioso percebido foi que as 15hs15 haviam 112 fichas de atendimento amarelo, ao retornar as 15hs45 eram 178 atendimentos classificados como amarelo e os verde 127, reduzindo consideravelmente a demanda.

Mais lidas da semana

error: Ė vedada a reprodução de conteúdo sem a citação da fonte ou autorização do proprietário