Conecte-se conosco

Auxílio Emergencial

Caixa Econômica começa a pagar a 4ª parcela do auxílio emergencial

Portal de Rondônia

Publicado

em

A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta segunda-feira (20/07), a quarta parcela do auxílio emergencial aos integrantes do Bolsa Família.

São 19,2 milhões de pessoas do programa de transferência de renda que são beneficiadas com o recurso destinado pelo governo federal para ajudar os mais vulneráveis a enfrentar a crise provocada pela pandemia de covid-19. As parcelas são de R$ 600 ou R$ 1.200 (mães solteiras).

Calendário para quem recebe Bolsa Família

A transferência dos recursos segue o calendário habitual do Bolsa Família para todos os integrantes do programa, conforme o último número do NIS (Número de Identificação Social) de cada beneficiário.

Hoje, o pagamento é para beneficiários com NIS final 1. Amanhã, será a vez do NIS final 2 e assim por diante, exceto final de semana, até o NIS final 0 no dia 31 deste mês.

Calendário para quem não é do Bolsa Família

O advogado Breno Mendes que acompanha a situação do auxílio emergencial, fez um calendário, detalhando o pagamento para quem não é do programa Bolsa Família.

Quem começou a receber o auxílio em abril, já recebeu três parcelas, dessa forma irá receber a quarta parcela conforme o calendário abaixo.

Para quem recebeu a primeira parcela em junho, irá receber a segunda parcela conforme o calendário abaixo.

Os valores continuam os mesmos, quem recebeu R$ 600,00 continuará recebendo R$ 600,00, quem recebeu R$ 1.200,00 continuará recebendo R$ 1.200,00 e quem recebeu R$ 1.800,00 receberá R$ 1.800,00.

Balanço

Segundo o Ministério da Cidadania, os pagamentos do auxílio emergencial chegaram a 65,2 milhões de pessoas, no total de R$ 121,1 bilhões.

Além dos integrantes do Bolsa Família, são elegíveis a receber o Auxílio Emergencial 10,5 milhões de pessoas do grupo do Cadastro Único e outras 35,7 milhões do grupo de trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos, desempregados e contribuintes individuais do INSS que solicitaram o benefício via site ou aplicativo da Caixa.

Para o advogado Breno Mendes, é importante o pagamento da quarta e quinta parcela, daquelas pessoas que recebem o Bolsa Família, o que nós esperamos agora é que os Deputados Federais e os Senadores tenham a decência de votar a prorrogação do auxílio emergencial até dezembro.

CPI dos Auxílios

Breno reforça também a abertura de uma CPI dos Auxílios para que seja descoberta todas as falcatruas perpetradas até momento.

Por Portal de Rondônia com informações de Agência Brasil

O Jornal Digital Portal de Rondônia é um portal de notícias independente compromissado em transmitir os fatos, leva as principais notícias de Rondônia, do Brasil e do Mundo.