Conecte-se conosco

Auxílio Emergencial

Mais de cinco milhões de trabalhadores recebem o auxílio emergencial hoje

Portal de Rondônia

Publicado

em

A Caixa Econômica Federal realiza nesta quarta-feira (19/08) o pagamento de uma nova parcela do auxílio emergencial para mais de cinco milhões de trabalhadores.

Além do saque da 5ª parcela para inscritos no Bolsa Família com NIS terminado em 2, aniversariantes de outubro recebem via poupança digital a 4ª, a 3ª, a 2ª ou a 1ª parcela, conforme a data em que tiveram o cadastro aprovado.

O pagamento de hoje também é valido para os nascidos em outubro que entraram no novo calendário em razão de uma das seguintes situações:

  • Quem contestou a negativa do auxílio entre 24 de abril e 19 de junho e teve o cadastro aprovado recentemente.
  • Quem já tinha recebido parcelas do auxílio, mas teve o pagamento bloqueado em julho após reanálise cadastral.

Quem está no Bolsa Família pode sacar a 5ª parcela (veja detalhes mais abaixo).

Os outros trabalhadores que recebem o depósito de uma parcela hoje só podem movimentar a poupança pelo aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS), que permite pagamento de contas e boletos e compras por meio de cartão virtual. Saques e transferências serão liberados a partir de 12 de setembro para esse grupo.

Veja a seguir os diferentes cronogramas de pagamento e detalhes de como acessar o auxílio emergencial.

Novos pagamentos da 4ª, 3ª, 2ª e 1ª parcela para quem não é do Bolsa Família

Estes pagamentos valem para quem se inscreveu pelo aplicativo ou site, ou que já estava no Cadastro Único mas não é beneficiário do Bolsa Família.

A parcela depende de quando o cadastro foi aprovado pelo governo, de acordo com o seguinte critério:

  • 1ª parcela: quem teve o cadastro aprovado em julho e não recebeu nenhum pagamento 1ª parcela: quem contestou o cadastro entre 24 de abril e 19 de junho e foi aprovado depois disso
  • 2ª parcela: quem começou a receber o auxílio entre o final de junho e o começo de julho
  • 3ª parcela: quem começou a receber o auxílio em maio
  • 4ª parcela: quem começou a receber o auxílio em abril.

A partir deste mês, a Caixa também retomou os pagamentos para quem já havia recebido alguma parcela, teve o cadastro bloqueado em julho, e agora está desbloqueado. Esse grupo pode receber a 3ª ou a 4ª parcela.

No início de julho, a Caixa mudou a forma de realizar os pagamentos. Antes, cada grupo de aprovados tinha um calendário próprio. Agora, todos os aprovados (menos os do Bolsa Família) recebem juntos conforme o mês de nascimento, no que a Caixa chama de ciclos de pagamento.

Não importa em qual etapa o beneficiário esteja, ele deve receber um pagamento por ciclo até ter completado cinco parcelas, que é o que todo aprovado tem direito.

A cada ciclo há dois cronogramas, ambos levando em conta a data de nascimento do trabalhador.

Na primeira etapa do “Ciclo 1”, entre 22 de julho e 26 de agosto, o dinheiro será depositado em uma poupança digital da Caixa e, nesse caso, os valores podem ser usados apenas para pagamento de contas e boletos e para compras por meio de cartão virtual. É necessário usar o aplicativo Caixa Tem (Android e iOS).

A segunda etapa do “Ciclo 1”, entre 25 de julho e 17 de setembro, é para o saque do auxílio ou para transferir o dinheiro a outra conta.

Ciclo 1 de pagamentos do auxílio emergencial para quem não é do Bolsa Família

Beneficiário pode receber 1ª, 2ª, 3ª ou 4ª parcela, conforme a data em que teve o cadastro aprovado.

Auxílio para inscritos no Bolsa Família

Beneficiários do Bolsa Família têm um cronograma próprio. Quem está no programa e preenche os requisitos para receber o auxílio emergencial não acumula os dois pagamentos. Recebe apenas o que for de maior valor.

O saque da 5ª parcela está sendo liberado a cada dia para um grupo, conforme o dígito final do NIS. Quem recebeu a liberação nos dias anteriores continua podendo sacar o auxílio. Confira o calendário:

Final do NISData do saque
NIS 118/ago (ter)
NIS 219/ago (qua)
NIS 320/ago (qui)
NIS 421/ago (sex)
NIS 524/ago (seg)
NIS 625/ago (ter)
NIS 726/ago (qua)
NIS 827/ago (qui)
NIS 928/ago (sex)
NIS 031/ago (seg)

Prorrogação do auxílio emergencial

O advogado Breno Mendes que acompanha o andamento do auxílio emergencial desde o começo, defende a prorrogação do benefício até Dezembro:

“É de extrema relevância a prorrogação do auxílio emergencial, tendo em vista que a pandemia continua e as algumas famílias autônomas, informais, empreendedores individuais, mesmo que recebendo continuam em vulnerabilidade. Nossa luta agora é de sensibilizar todo o Congresso Federal, principalmente os Deputados Federais para que obriguem o Governo Federal a estender prorrogar o auxílio emergencial, caso não consiga aprovação, que os deputados façam uma articulação política para ampliação”.

Por Portal de Rondônia com informações de Agência Brasil e Advogado Breno Mendes

O Jornal Digital Portal de Rondônia é um portal de notícias independente compromissado em transmitir os fatos, leva as principais notícias de Rondônia, do Brasil e do Mundo.