Conecte-se conosco

Geral

Após 24 horas, IML remove corpo de mulher que morreu pela ‘segunda vez’

Publicado

em

Após 24 horas, IML remove corpo de mulher que morreu pela 'segunda vez'

Após morrer em decorrência de causas naturais na terça-feira (08/12), o corpo de Eliane Souza Dallavaques, 56, foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) na noite de quarta-feira (09/12), 24 horas depois. Tudo isso ocorreu porque foi descoberto que a mulher já tinha uma certidão de óbito há 21 anos no Estado do Pará.

O fato aconteceu em uma vila de apartamentos na Rua Uruguai, no bairro Nova Porto Velho, capital de Rondônia.

O esposo da vítima disse que na terça-feira, ao chegar em casa por volta das 18h encontrou a mulher morta. O Samu de imediato foi chamado e constatou morte em decorrência de problemas  cardíacos.

Uma funerária contratada pela prefeitura foi ao local para fazer os trabalhos necessários para o enterro.Todavia, foi descoberto que a vítima já possuía uma certidão de óbito no Estado do Pará no ano de 1999.

Por essa razão, o rabecão do Instituto Médico Legal (IML) foi chamado e o corpo será examinado para se comprovar a real identidade da mulher após uma investigação criminal e cadavérica. A polícia busca saber se a mulher usava documentos falsos ou foi vítima de algum golpe no Estado do Pará.

Fonte: Rondônia Ao Vivo

O Jornal Digital Portal de Rondônia é um portal de notícias independente compromissado em transmitir os fatos, leva as principais notícias de Rondônia, do Brasil e do Mundo.