Conecte-se conosco

Geral

Operação do Dia das Crianças do Ipem encontra brinquedos com irregularidades em Porto Velho

Publicado

em

Foto: Divulgação

O Governo de Rondônia, por meio do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), realizou, no período de 4 a 7 de outubro, a Operação Especial Dia da Criança na cidade de Porto Velho. Ao todo, foram fiscalizados 745 brinquedos em 45 estabelecimentos, onde 16 empresas foram notificadas e 27 produtos foram reprovados na capital rondoniense. Dentre os produtos fiscalizados estão: brinquedos, bicicleta infantil, cadeiras de alimentação para crianças, dispositivo de retenção para crianças, berços e carrinhos de bebê.

A ação de fiscalização tem o objetivo de coibir a venda de produtos infantis irregulares e também garantir segurança necessária às crianças. Durante a ação foram verificados se os produtos comercializados oferecem o conjunto de informações obrigatórias, entre as quais dados do fabricante ou do importador, Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) da empresa fabricante, país de origem, faixa etária, além do selo de identificação da conformidade. Além disso, as informações devem estar escritas no idioma do país, ou seja, em português.

“Por ser uma região de fronteira, Rondônia sofre com o fácil acesso aos brinquedos falsificados e piratas no comércio. Os produtos falsificados são aqueles que não tem certificação, não passam por inspeção, não têm rastreabilidade e não têm nem como saber a origem do produto. Já os piratas são os que simulam os produtos originais e as vezes até colocam a mesma marca, aí a gente percebe que a certificação é falsa, que o número que eles colocam são falsos e é o que a gente mais encontra por sermos um estado de fronteira”, frisou metrologista do Ipem-RO, Igor Argento.

Segundo o diretor técnico do Ipem, Waldir Costa, as ações do órgão contribuem inclusive para a segurança dos próprios lojistas. “Os gerentes e proprietários dos estabelecimentos têm tido uma atitude bem aberta sobre as ações porque eles sabem que, quando um produto não tem a qualidade necessária, o cliente não vai ligar direto para a fábrica, mas sim diretamente na loja em que o produto foi adquirido”, acrescentou Waldir.

Para o presidente do Ipem, Aziz Rahal Neto, as ações de fiscalização são rotineiras e tem o intuito de proteger o consumidor. “Por estarmos próximos de uma data comemorativa, existe a preocupação do pai e da mãe de adquirir um produto que traga segurança ao seu filho. E nossos fiscais do Ipem estão aptos a garantir a qualidade na venda dos produtos visto que esse trabalho também contribui para uma concorrência justa entre os estabelecimentos para que não ocorra uma divergência grande de preços”, explicou Aziz.

O consumidor que encontrar ou suspeitar de algum produto pode informar à Ouvidoria do Ipem, pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone 0800 647 7277.

Fonte: Secom

O Jornal Digital Portal de Rondônia é um portal de notícias independente compromissado em transmitir os fatos, leva as principais notícias de Rondônia, do Brasil e do Mundo.