Conecte-se conosco

Geral

Pai e madrasta da menina morta após ser espancada são condenados a 57 anos de prisão

Publicado

em

Foto: Reprodução

O júri do Tribunal de justiça da comarca de Ariquemes, condenou nesta quarta-feira (01/12), o casal William Monteiro da Silva, e Ingrid Bernadino Andrade, pelo crime de homicídio.

O casal é acusado de espancar até a morte, a criança Lauanny Hester, de 2 anos, em setembro de 2019. Ambos estavam aguardando a decisão da justiça, em regime fechado.

Nesta terça-feira (30/11), o julgamento iniciou com o depoimento do delegado Rodrigo Camargo, que estava a frente do caso. Com mais de 24 horas depois, o juiz leu a sentença, condenando o casal a 57 anos e 4 meses no regime fechado. A avó da criança que tinha a guarda da vítima na época, também foi condenada a 39 anos de prisão.

O crime

As investigações iniciaram, no 21 de setembro de 2019, após a criança Lauanny Hester, de 02 anos, ser encontrada morta dentro da própria residência.

No dia do crime, vizinhos relataram ter escutado barulhos de agressões, em seguida, acionaram uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Os médicos do Samu tentaram reanimar a criança, mas Lauanny não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

O casal que fugiu após o crime, foi localizado pela Polícia Militar perto do Rio Jamari. Para os policiais, A dupla assumiu as agressões, e alegou que foi uma forma de corrigir a criança.

Ainda de acordo com as investigações, avó da menina tinha guarda da vítima, e era proibida pela justiça de entrega-lá para o pai.

Para o júri a vó da vítima, foi responsabilizada por abandono de incapaz.

Fonte: Portal de Rondônia

O Jornal Digital Portal de Rondônia é um portal de notícias independente compromissado em transmitir os fatos, leva as principais notícias de Rondônia, do Brasil e do Mundo.

Facebook

error: Ė vedada a reprodução de conteúdo sem a citação da fonte ou autorização do proprietário