Conecte-se conosco

Polícia

Acusado de matar filho do jornalista Paulo Andreoli é condenado a 22 anos de prisão em Porto Velho

Publicado

em

Foto: Divulgação

A 1° Vara Criminal da Comarca de Porto Velho, condenou nesta sexta-feira (19/11), o réu Luiz da Silva Filho, pelo crime de homicídio ocorrido no dia 12 de abril de 2020, na rua Venezuela com Avenida Abunã, região central da capital.

Um ano após o crime, Luiz estava presencialmente no júri, que ouviu sete testemunhas, antes de condenar a 22 anos de prisão no regime fechado, o acusado de matar a facadas o empresário Alberto de Carvalho Andreoli.

Homicídio de Beto Andreoli

João Luiz matou com várias facadas no tórax, o jovem Beto Andreoli, filho do jornalista Paulo Andreoli. No dia do homicídio, a vítima não teve nenhuma chance de defesa.

De acordo com a Polícia Civil, Beto foi morto durante um desentendimento entre a vítima e o acusado por causa de um capacete.

Luiz fugiu após cometer o crime, mas foi localizado e preso, onde ficou aguardando a decisão da justiça em regime fechado.

Ficha criminal

Recentemente foi divulgado por vários meios de comunicação, a extensa ficha criminal de João Luiz.

O homicida era ex-presidiário, e possuía passagens pelo sistema carcerário, por outros três homicídio.

Em 1990, João respondeu pelo crime de homicídio doloso (quando há intensão de matar). Três anos após o primeiro crime, o homem foi preso pelo mesmo artigo, onde foi condenado somente a 04 anos de reclusão.

12 anos depois, no dia 14 de agosto de 2005, João foi preso em flagrante por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). Nessa ocasião, o homem foi condenado a 1 ano e 10 meses no regime aberto.

Fonte: Portal de Rondônia

O Jornal Digital Portal de Rondônia é um portal de notícias independente compromissado em transmitir os fatos, leva as principais notícias de Rondônia, do Brasil e do Mundo.

Facebook

error: Ė vedada a reprodução de conteúdo sem a citação da fonte ou autorização do proprietário