Conecte-se conosco

Polícia

Homem entra em lagoa gritando “eu sou Deus” e morre afogado no interior de Rondônia

Portal de Rondônia

Publicado

em

Foi identificado nas primeiras horas da tarde desta sexta-feira, 31 de Maio, como sendo Aloizio Nunes dos Santos, de 21 anos, o jovem que andou pelado pelas ruas do bairro Bela Vista e morreu afogado na represa de uma fazenda próximo à Aldeia Aroeira, a cerca de 15 km da área urbana de Vilhena (RO).

Aloizio foi reconhecido por colegas e familiares após as fotos das tatuagens do rapaz. Ele que sofria de depressão profunda e fazia uso de remédios controlados. Segundo amigos, o jovem apresentava alguns distúrbios mentais durante suas crises, mas em si, era uma pessoa amiga e de boa índole.

O rapaz foi flagrado por moradores caminhando pelado pelas ruas do bairro Bela Vista na noite de quinta-feira, 30; e segundo uma das moradores, que logo após a publicação da matéria no Jornal Rota Policial News, entrou em contato com a redação afirmando que a Polícia Militar foi acionada por ela, após Aloizio ter estourado um cadeado e invadido o quintal de sua casa e que inclusive foi conduzido pelos militares.

Após ser liberado, já vestido, Aloizio foi até a área rural da cidade, onde invadiu uma fazenda. O morador alegou que ele saiu do meio do mato, por volta das 3:00h da madrugada desta sexta-feira, gritando: “Eu sou Deus!”. Em seguida, ele ignorou os gestos de ajuda e pulou dentro da represa existente no local.

O Corpo de Bombeiros Militares retiraram o cadáver do rapaz durante a manhã de hoje. Ainda não há informação sobre que horas o corpo será liberado para ser velado e nem onde ocorrerá o velório e sepultamento.

Fonte: Rota Policial News

O Jornal Digital Portal de Rondônia é um portal de notícias independente compromissado em transmitir os fatos, leva as principais notícias de Rondônia, do Brasil e do Mundo.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook

error: Ė vedada a reprodução de conteúdo sem a citação da fonte ou autorização do proprietário