Conecte-se conosco

Geral

Menino de 2 anos é internado após ser picado por aranha venenosa

Publicado

em

Foto: Divulgação

Uma criança de 2 anos foi internada no Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (Hecad), na capital goiana, em razão de uma picada de aranha venenosa de cor marrom. A família do pequeno Miguel Alves Agapito denuncia que procurou algumas unidades de saúde, inclusive o próprio Hecad, mas não conseguiu atendimento adequado e o menino chegou a ser diagnosticado com outras doenças.

Por meio das redes sociais, a tia de Miguel, Andressa Fernandes da Silveira, informou que foi necessário que a família pagasse uma consulta particular com um médico infectologista, para obter o laudo que confirmava a picada da aranha. De acordo com a tia, o menino está passando mal há mais de 10 dias.

Febre de 40°

De acordo com Andressa, Miguel começou a passar mal no dia 12 de fevereiro, quando acharam uma aranha no berço do menino, no município de Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital. Segundo ela, o garoto teve febre de 40° e foi levado ao Hecad, pelos pais. No entanto, foi diagnosticado com dengue.

A família comentou sobre a picada da aranha, disse que havia um caroço no braço do menino, no entanto, Andressa afirma que a equipe médica do hospital não realizou a internação e a criança continuou com os sintomas. Ainda segundo ela, o menino foi levado a outras unidades de saúde, mas também não foi hospitalizado e o estado de saúde foi piorando.

Diante da situação, a família de Miguel pagou uma consulta particular com um infectologista na noite dessa terça-feira (22/2). Na consulta, o médico confirmou a picada e indicou ainda um procedimento cirúrgico para drenar o braço. A família teme risco de amputação.

Atendimento

Com o laudo em mãos, a família de Miguel voltou ao Hecad e conseguiu a internação do menino. Por meio de nota, a unidade de saúde informou que “ontem (22/2), o paciente Miguel Alves Agapito passou pela triagem e recebeu a classificação laranja (muito urgente), sendo atendido imediatamente. Após o paciente ser avaliado pelo médico, a conduta foi a internação para aguardar a avaliação cirúrgica. O paciente está estável, em ar ambiente, fazendo uso de antibiótico e sendo acompanhado por médicos especialistas”.

Ainda de acordo com o hospital, nesta quarta-feira (23/2), o menino foi avaliado novamente, tendo passado por atendimento com cirurgião, ortopedista e infectologista.

Pelas características do episódio, é possível que o bicho responsável pela picada seja uma aranha-marrom.

Fonte: Metrópoles

O Jornal Digital Portal de Rondônia é um portal de notícias independente compromissado em transmitir os fatos, leva as principais notícias de Rondônia, do Brasil e do Mundo.

error: Ė vedada a reprodução de conteúdo sem a citação da fonte ou autorização do proprietário