Conecte-se conosco

Polícia

Investigação aponta que adolescente de 16 anos foi morta a facadas em Porto Velho por ser de facção rival

Portal de Rondônia

Publicado

em

adolescente de 16 anos foi morta a facadas em Porto Velho por ser de facção rival
Foto: Divulgação/Portal de Rondônia

A Delegada Leisloma Carvalho, da Delegacia de Homicídios, abriu um inquérito para investigar as causas da morte da adolescente Débora Alice da Silva Braga que foi morta com 20 facadas neste fim de semana em Porto Velho (RO).

De acordo os investigadores, em entrevista ao portal de notícias G1, a jovem, que morava em Humaitá (AM), veio a Porto Velho após receber o convite de um suposto namorado.

“Ela estava se relacionando pela internet com um cara, que fugiu do sistema penitenciário, ele levou ela para casa dele no Morar Melhor”.

A adolescente teria se deslocado para Porto Velho com uma amiga a convite de um dos membros de uma facção criminosa, para passar um tempo hospedada na casa dele. A viagem, feita por transporte por aplicativo, foi paga por ele.

Conforme a polícia, quando a adolescente estava passando um tempo na casa do suspeito, ela foi reconhecida como membro de uma facção oposta.

“No Facebook, ela postava fotos como sendo de uma facção oposta. Quando chegou no Morar Melhor, eles viram que ela era de outra facção e seguraram ela lá e no sábado a mataram”.

A delegada Leisloma destacou que segue com as investigações. “Ainda não podem informar mais detalhes sobre o caso. Estamos trabalhando. Por hora é o que podemos falar”, disse.

O corpo de Débora foi encontrado no último sábado (10), no bairro Planalto em Porto Velho. O boletim de ocorrência foi registrado como homicídio. A vítima só foi identificada pela polícia na segunda-feira (12), no início das investigações.

O caso

O corpo da adolescente de 16 anos, identificada como Débora Alice da Silva Braga, foi encontrado jogado no final da avenida José Vieira Caula, zona leste de Porto Velho.

Foto: PVH Notícias

A vítima foi morta com mais de 20 facadas, sendo que 7 delas foram na na região do coração. O crime aconteceu na noite de sexta-feira (09/04), mas o corpo só foi encontrado na manhã de sábado (10/04).

O corpo foi encontrado seminua, vestindo apenas uma cueca box e uma camisa de manga cumprida, tinha também várias tatuagens, uma delas escrito o nome de Brenda e outra desenhada a personagem “Alerquina”.

Foto: PVH Notícias
Tatuagem da “Alerquina” no corpo da jovem | Foto: Lente Nervosa

A Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida segue com as investigações para tentar descobrir o que motivou ao assassinato da jovem, e para prender os autores do crime.

Veja o vídeo do dia do crime

*Com informações do G1

O Jornal Digital Portal de Rondônia é um portal de notícias independente compromissado em transmitir os fatos, leva as principais notícias de Rondônia, do Brasil e do Mundo.

error: Ė vedada a reprodução de conteúdo sem a citação da fonte ou autorização do proprietário